Apareceu a ligação entre o navio grego poluidor a Petroleira venezuelana e o laranja de Lula

Jonas Suassuna tem ligação com a empresa grega dona do navio poluidor e com a Petroleira Venezuelana.

Segundo o site O Antagonista :

“Em  16 de julho, a Lava Jato no Paraná denunciou o ex-cônsul grego Konstantinos Kotronakis e o ex-senador Ney Suassuna por envolvimento em esquema de corrupção nos contratos de afretamento de navios gregos pela Petrobras.

O navio Bouboulina, da Delta Tankers, foi um dos contratados pela estatal, embora a companhia não seja citada na denúncia.

A Polícia Federal estima que o vazamento ocorrido a 700 km da costa brasileira tenha sido entre os dias 28 e 29 de julho, ou seja, quase duas semanas depois da denúncia contra Kotronakis.

O ex-cônsul grego, segundo a Lava Jato, mantinha relação com os lobistas Jorge e Bruno Luz, que intermediavam negociatas na Petrobras para o MDB, PT, PP e PR.

Em sua delação, inclusive, o lobista Jorge Luz, que negociava com Costa, delatou mais de 50 pessoas, entre políticos, agentes públicos e empresários.

Na denúncia, Kotronakis é apontado pelos demais envolvidos como “íntimo” de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras indicado pelo PP – e que depois passou a contar com o apoio também de caciques do MDB.

O MPF também descreve na peça a relação de parceria do grego com Suassuna, que chegou a ser nomeado vice-cônsul honorário da Grécia no Rio, para atuar ao lado de Kotronakis.

A Lava Jato descreve ainda o vínculo do ex-senador (que trocou o MDB pelo PRB depois de 30 anos) com armadores e políticos gregos.”

Jonas Suassuna é o suposto dono do sitio de Atibaia que o Ex presidente Lula recebeu beneficios.

Na denúncia apresentada em julho, o MPF no Paraná ressalta que a aproximação de armadores gregos com a PDVSA foi feita por meio de Jonas Suassuna, que é primo de Ney Suassuna, além de sócio de Lulinha e laranja do ex-presidente no sítio de Atibaia.

“Sobre a proximidade de Ney Suassuna com armadores gregos, é de se observar, por exemplo, que, no ano de 2008, o ex-senador foi abordado, por intermédio de seu primo Jonas Suassuna, por pessoa de nome Juan Carlos Chourio, ligada à Petróleos de Venezuela (PDVSA), interessada em promover afretamentos dos navios da TSAKOS ENERGY NAVIGATION pela estatal venezuela.”

Curvelo 04/11/2019 – 22:42h

Referências : O AntagonistaJornal da Cidade O Antagonista

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins
One comment to “Apareceu a ligação entre o navio grego poluidor a Petroleira venezuelana e o laranja de Lula”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *