Queda na audiência da CNN mostra o futuro da mídia de esquerda no Brasil

A então poderosa CNN despenca em audiência depois de se firmar com órgão panfletário da esquerda.

O mesmo caminho que esta sendo seguido hoje pela imprensa brasileira já foi seguido pela CNN americana e com resultados nada bons para eles. A diferença é que nos EUA existe mídia de direita, a FOX News aproveitando da baixa credibilidade da rival esta crescendo muito.

CNN terá dificuldade para retornar aos índices de audiência anteriores após passar os últimos anos impulsionando a falsa narrativa de que Trump seria um fantoche russo.

A emissora norte-americana CNN apresentou seus menores índices de audiência durante o horário nobre nas últimas semanas, de acordo com o instituto Nielsen Media Research. De 8 a 12 de abril, por exemplo, a rede teve uma audiência média de apenas 690 mil pessoas.

Quando comparamos com a audiência da MSNBC, durante a mesma semana, a emissora teve uma média de 1,6 milhão de espectadores.

Já a Fox News conseguiu superar a CNN e a MSNBC juntas, com uma audiência total de 2,43 milhões de espectadores.

A audiência da CNN continua despencando após o procurador especial Robert Mueller divulgar o relatório final da sua investigação. O documento confirma que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não arquitetou um conluio com a Rússia para derrotar a esquerdista Hillary Clinton na eleição presidencial de 2016.

Ao que tudo indica, a CNN terá muita dificuldade para retornar aos índices de audiência anteriores após passar os dois últimos anos impulsionando a narrativa de que Trump seria um fantoche russo.

No Brasil existe a expectativa que a CNN aqui terá outro viés, pelo fato do empresário mineiro Rubens Menin, dono da construtora MRV, ter sido apoiador de Bolsonaro nas últimas eleições.

Curvelo 26/04/2019 07:49h

referência [1]

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *