Existe vida inteligente no jornalismo brasileiro

Mídias independentes são os novos ares no jornalismo de qualidade no Brasil.

Assistir as  coletivas do assessor de imprensa do governo é dantesco. Perguntas idiotas, sem importância e repetidas sempre com  viés ideológico.

Mas existem jornalistas inteligentes e preparados. A prova disto é a entrevista de Alexandre Garcia a Leda Nagle.

Durante a conversa, podemos observar a simplicidade e autenticidade dos dois jornalistas. A forma como citam histórias e relatam acontecimentos nos ajudam a enxergar que realmente existem duas pessoas, dois humanos, antes de tudo, por trás das mensagens que buscam nos transmitir. Em uma linguagem mais pobre, podemos dizer que são pessoas originais, que não se deixam levar por modas e tentações quaisquer. Não são gado de ninguém.

Mas tudo isso nos leva a uma pequena reflexão. Por que esses grandes nomes do jornalismo brasileiro, pessoas brilhantes em suas áreas profissionais, não estão no topo dos maiores e principais canais de imprensa do País? Por que não fazem mais parte das mídias tradicionais e históricas, que existem há tantos anos, do Brasil?

Claramente algum fenômeno há de explicar tamanha estranheza. E explica, de fato. Tudo isso tem ocorrido por causa da militância política e ideológica que dominou ferozmente a direção dos principais veículos de informação. De alguns anos para cá, muitos jornalistas foram obrigados a tomar uma escolha radical: ou convergiam com a visão militante dentro da imprensa, ou afastavam-se de seus cargos e procuravam outra forma de continuar exercendo sua profissão. Nossa sorte é que a qualidade sempre supera esse tipo de obstáculo, e os grandes nomes do jornalismo encontraram a internet e outros veículos menores como refúgio para veicular seus excelentes trabalhos.

Não é à toa que esses canais independentes têm crescido substancialmente no Brasil. O Alexandre Garcia, como disse na entrevista, escreve hoje artigos para 20 jornais, grava um programa diário para mais de 300 emissoras de rádio espalhadas pelo Brasil, faz um programa diário ao vivo por uma rádio de São Paulo, além de tocar o seu canal próprio no Youtube. Sempre com uma excelência indescritível. Além do canal da Leda, ainda podemos citar tantas outras mídias que tem ganhado muito prestígio popular pela honestidade de seu trabalho, como o Terça Livre, o Renova Mídia, o Painel WW de William Waack, e o próprio Conexão Política,

Veja o vídeo da entrevista –

Curvelo 23/04/019 7:18

referência [1]

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *