É mentira que o Governo Bolsonaro pagou 48 milhões por auditoria no BNDES

Contrato foi firmado e pago pelo governo Temer em 2018.

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, disse nesta quarta-feira, que 90% da auditoria contratada para abrir a “caixa-preta” do banco em operações com o grupo J&F estavam concluídos quando assumiu a instituição, em julho do ano passado.

O contrato com o escritório Gottlieb Steen & Hamilton foi formalizado em julho de 2015, ainda na primeira gestão do governo Dilma Rousseff, mas o objetivo era genérico: contatar consultoria internacional na área do direito. Em 2018, na gestão Michel Temer, o contrato venceria, mas foi prorrogado por mais 30 meses para abrir a “caixa-preta” do banco.

Montezano também acrescentou que auditorias como a que foi feita no BNDES costumam ser caras e, por isso, o valor não chamou a atenção no momento em que ele assumiu o banco. O executivo, contudo, ponderou que o valor é, sim, significativo.

Referências ; Correio do PovoVeja

Curvelo (MG) 23/01/2020 – 20:28h

José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *