R.I.P – Imprensa Brasileira 2020

R.I.P, é a sigla para “Requiescat in pace” expressão em latim que significa “descanse em paz“, escrito em lápides de países de língua inglesa

Esta semana a impressa brasileira chegou a um nível que precisa ser repensado.

Folha de São Paulo

Nesta terça-feira 21, a Folha de São Paulo publicou ( depois apagou) uma matéria , com uma ilustração, insinuado que cantores que não se manifestaram sobre o caso Roberto Alvim são nazistas. A matéria gerou uma nota de Maiara e Maraisa;

Whindersson Nunes também comentou o assunto em seu twitter;

Revista VEJA

No mesmo dia 21 a Revista Veja fez outra matéria mentirosa ( também apagada) sobre o apoio de Carlos Bolsonaro à indicação de Regina Duarte à pasta da Cultura.

Sérgio Moro no Roda Viva

No dia 20 foi a vez do Ministro da Justiça e Segurança Pública, No programa Roda Viva da TV Cultura. Moro ficou diante de uma orda de entrevistadores raivoso e despreparados que gerou uma série memes. Muitas pergutas idiotas, tentando jogar Moro contra o presidente Bolsonaro.

Internet é o contra ponto

A grande impresa acha que é única fonte de informação. Ainda não perceberam que as pessoas contrastam o que é divulgado com a internet.

Quando a matéria agride a verdade a imprensa perde a credibilidade.

Referências : Jornal da cidadeJornal da cidade

Curvelo (MG) 22/01/2020 – 08:50h

José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *