Domingos Brazão , aliado de Dilma e Cunha é o mandante do assassinato Marielle , segundo PGR

Raquel Dodge diz que Domingos Brazão “arquitetou o homicídio” de Marielle .

Na denúncia enviada em setembro por Raquel Dodge contra o conselheiro do TCE-RJ Domingos Brazão, por obstrução de justiça nas investigações do assassinato de Marielle Franco, a PGR afirmou que ele também “arquitetou o homicídio” da ex-vereadora.

“E visando manter-se impune, esquematizou a difusão de notícia falsa sobre os responsáveis pelo homicídio”, diz o trecho do documento, mantido em sigilo no STJ.

A denúncia foi assinada pela então procuradora-geral da República Raquel Dodge, antes de deixar o cargo. Ela acusou Brazão e outras quatro pessoas por participação em suposto esquema de obstrução da investigação do atentado .

“Fazia parte da estratégia que alguém prestasse falso testemunho sobre a autoria do crime e a notícia falsa chegasse à Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, desviando o curso da investigação em andamento e afastando a linha investigativa que pudesse identificá-lo como mentor intelectual dos crimes de homicídio”,

Parece que a obstrução de justiça continua. O porteiro do condomínio de Bolsonaro é parte da engrenagem para não se chegar ao mandante, Domingos Brazão , ex deputado do MDB , aliado de Dilma e indicado ao TCU RJ pelo PT e Psol.

Referência : UOLR7

Curvelo (MG) 04/11/2019 – 15;58h

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *