Candidato a PGR mostra contradição no caso do efeito Bendine para soltar Lula

Ailton Benedito deixa claro a insegurança jurídica que vivemos e fortalece sua candidatura a PGR.

Na noite desta quarta-feira ( 28/08) o procurador da república e cotado para ser o novo PGR, em entrevista ao Programa Pingos nos Is da Jovem Pan, mostrou que a decisão tomada no dia anterior para soltar o ex presidente Lula, de que a ordem das alegações finais pode anular uma sentença, já havia sido tomada anteriormente e contraria a decisão da segunda turma de ontem

A decisão contrária foi da primeira turma, por Luiz Fux, e foi relativa a ação penal 968 de 22/05/2018 ( veja aqui )

Diz a decisão:

A decisão tomada pela segunda turma demonstra nossa total insegurança jurídica, despreparo do STF e que as decisões lá tomadas depende do réu e não do crime.

E a bagunça jurídica continua.

Fachin  decidiu hoje (28) que a ação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em que é acusado de ter recebido da Odebrecht um terreno para construir o Instituto Lula, seja devolvida à fase das alegações finais. o processo estava pronto para seguir para julgamento em segunda instância, garantido assim a permanência de Lula na cadeia

Edson Fachin seguiu entendimento da Segunda Turma que anulou a pena imposta pelo então juiz Sergio Moro ao ex-presidente da Petrobras Aldemir Bendine. O argumento foi que Bendine teve o mesmo prazo que seus colaboradores para entregar suas alegações finais.

O STF tem duas decisões contraditórias tomadas por duas turmas distintas, agora resta ao plenário decidir-

Veja a entrevista de Ailton Benedito;

Curvelo 28/08/2019 21:37h

Referências; Decisão STFRede Brasil AtualOGlobo

José Carlos Martins
2 comments to “Candidato a PGR mostra contradição no caso do efeito Bendine para soltar Lula”
  1. Essas pessoas que insistem em soltar lula e o proprio lula precisam é tomar um tiro na fuça bem dado e jogar esses corpos amaldiçoados, corruptos podres no incinerador. E passa essa mensagem pro lula se ele tiver vendo : Só porque a sua infância foi uma desgraça total, isso não significa que ele tem o direito de fazer essa baderna e despejar a sua ira numa nação interira pra depois vê-la pegando fogo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Fonte: Oooopa.
    Fonte: https://forum.cifraclub.com.br/forum/11/147003/

    100 motivos pra não votar no lula.

    23 – Lula só beneficia prefeituras do PT, esquecendo que o dinheiro não é do partido, é do país. R$ 202 milhões foi quanto prefeituras do PT receberam do governo em maio. Já o PMDB, que comanda bem mais prefeituras, ficou com apenas R$ 84 milhões.

    24 – O número de mortes de índios aumentou 100% no governo Lula. Isso se deve ao sucateamento da Funai, com a demissão e rebaixamento de funcionários técnicos para pessoas ligadas ao partidão entrarem no lugar.

    25 – 23 de um total de 25 promessas de campanha da área de segurança não foram cumpridas por Lula depois que assumiu a Presidência.

    26 – 11% Foi o percentual de queda de investimentos do governo federal em segurança pública entre 2004 e 2005.

    27 – Com a ajuda do governo Lula, os sem-terra que invadiram e depredaram o congresso nacional foram libertados da prisão. Isso se deu porque o líder do MSLT é um dos membros da executiva do PT. Muito rico por sinal.

    28 – Lula assinou um tratado reconhecendo a China como economia de mercado em troca de seu voto no conselho de segurança da ONU. Nenhum país do mundo reconhece a China como tal, por que este adota trabalho semi escravo. O resultado disso são as centenas de fábricas de roupas, calçados e brinquedos quebrando no Brasil. Ah! A China votou contra o Brasil.

    29 – A entrada da Venezuela ao Mercosul dificulta ainda mais as relações no bloco. com Chavez no bloco, os acordos com os Estados Unidos e Europa ficam mais distantes. Lula apoiou isso. Enquanto isso, Chile e México aumentam seu comércio exterior fazendo acordos bilaterais com eles.

    30 – Lula dobrou seu patrimonio em três anos e meio. Passando a mais de 850 mil de reais. Isso explica gasto tão grande em despesas do gabinete citado mais acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *