O governo NÃO cortou medicamentos para tuberculose – veja a verdade

O ministro da saúde alterou o formato passando de comprimidos comuns para efervescentes.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou dia 9/09 a simplificação na medicação de combate à tuberculose em crianças de até dez anos. Atualmente, o tratamento é feito com três comprimidos na fase intensiva do combate à doença e dois comprimidos na fase moderada. A partir de 2020, um efervescente, aplicado em cada fase, reunirá os compostos de toda a medicação necessária substituindo os cinco comprimidos.

O governo diminuiu de 5 comprimidos para dois efervescentes que tem o mesmo efeito.

Segundo o ministro;

“É a mesma dosagem, a mesma posologia. Como passa a ser? Uma dose fixa combinada. Um único comprimido reunindo os três medicamentos na fase intensiva e [um comprimido reunindo] dois na fase de manutenção, sem a perda da eficácia”,

Curvelo 22/09/2019 – 08:31h

Referência- Agência Brasil

José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *