Militantes de esquerda agridem defensores do Escola sem Partido em SP

Após arcebispo dizer que a direita é violenta , militantes de esquerda mostram sua face.

Mais uma vez a esquerda mostra sua face, esfaquearam Bolsonaro, queimam pneus e a fumaça mata uma trabalhadora, e agora agridem quem pensa diferente.

segundo o site Terça Livre;

Um rapaz e uma moça foram parar no hospital após sofrerem agressões de militantes de esquerda no centro de São Paulo durante de debate do Escola Sem Partido.

Maria Cecília Peraro e André Luiz de Almeida Santos, ambos de 34 anos e membros do Movimento Conservador, foram cercados por um grupo de ativistas de esquerda e encurralados na lanchonete que fica do lado de fora da USP do Largo São Francisco.

“A mulher foi agredida a socos e o homem foi agredido com um objeto contundente em sua cabeça, precisando tomar pontos.”, afirma o deputado.

Ambos foram encaminhados para a Santa Casa de Misericórdia em São Paulo. André tomou pontos na cabeça e Maria perdeu a audição do lado esquerdo.

A agressão foi relatada pelo deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) na noite de hoje (14/10) no perfil oficial dele no Facebook e em seguida procuraram o Terça Livre por telefone.

Abriram um buraco na cabeça dele! Ela está cheia de sangue dele!“, exclama Douglas.

André foi agarrado por trás por dois rapazes e espancado por outros três, enquanto isso Maria Cecília foi espancada do outro lado por uma moça e um homem.

ouça o relato ;

Referência : Terça Livre

Curvelo (MG) 15/10/2019 – 09:06h

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins
One comment to “Militantes de esquerda agridem defensores do Escola sem Partido em SP”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *