Manaus sumiu do noticiário do Coronavírus ? Entenda

Depois do vídeo do Prefeito clamando pela Greta, chorando, usando sem necessidade trator para abrir covas no cemitério municipal, xingando o Presidente, não se fala mais de Manaus.

O perfil Professor Carlos Barros no Twitter publicou interessante análise. Que segue:

URGENTE: MANAUS SUMIU ! Mas não é por causa do Coronavírus. Manaus sumiu do noticiário. Motivo já explico

Não houve aumento do número total de óbitos

Primeiro vamos fazer uma média. No ano de 2018 morreram na cidade de Manaus 10.837 pessoas (https://bit.ly/36qkfip). Média diária de 29,7. Segundo o Boletim Epidemiológico que saiu hoje (https://bit.ly/36fsugV), dia 19/05/2020, morreram 22 pessoas em 24hs.

Reconheço que a comparação total de mortes x mortes covid não é de todo coerente. Mas considerando que praticamente não se falece de outras causas, acaba sendo pertinente. Mas vamos ver sepultamentos. Em abril de 2020 a média diária foi 81. No dia de hoje houve 47.

Para efeito de comparação, a média diária de sepultamentos de 2019 foi de 28,3 (https://bit.ly/3e3yiwQ). Ainda não é a normalidade, mas é inegável que a curva de sepultamentos em Manaus mostra pico de óbitos por Covid-19 no fim de abril (https://bit.ly/2XjpwEi).

Abril foi um mês catastrófico. Não só pelo Covid. Tuberculose e H1N1 atingiram o AM ao mesmo tempo (https://bit.ly/2LVtUEd). Porém, a situação atual é de retorno à normalidade. Ontem a taxa de ocupação de leitos de UTI era 79% e a leitos clínicos 63% (https://bit.ly/2Zj14Fp)

Hospitais vazios

A maior taxa de ocupação de 2019 foi de 68% o caso de UTIs justamente em maio (https://bit.ly/2ALM3Sv). A taxa de ocupação de leitos clínicos é inclusive menos, pois no mesmo período de 2019 era de 82% (https://bit.ly/2TmMjxG). Mas pode indagar: novos leitos foram feitos?

Novos leitos são irrisórios. Novos na Rede Pública, a Prefeitura disponibilizou 114 leitos clínicos e 32 de UTI (https://bit.ly/2AKNGjk) e o Estado com 50 leitos clínicos e 16 de UTI (https://bit.ly/2yi41et) para entender o que isso significa vamos ver os leitos totais.

São hoje 5.622 de leitos clínicos e 466 de UTI na Rede Pública (https://glo.bo/2WNinwT). Para que não restem dúvidas, há de se notar a desocupação dos hospitais e unidades de saúde conforme os vídeos que seguem. Contudo já começaram a compor a nova narrativa.

Ainda, tentam continuar com o pânico, com o pico sempre sendo no mês seguinte (https://bit.ly/3d0XgfW), subvertendo a lógica e misturando a subnotificação de casos de contaminados com o número de vítimas (https://glo.bo/2XcHOqF). Não há subnotificação de mortes.

Só se estiverem ocultando cadáveres. Na verdade, se houver testagem massiva, o número de contaminados aumentará, o que acarretará a diminuição da letalidade. O Covid-19 teve o primeiro caso no Amazonas dia 13 de março, por uma mulher vinda da Europa (https://bit.ly/2XiDpm3).

São vários decretos e portarias sobre Covid, renovados, nos níveis municipal e estadual, um arcabouço ilegal, autoritário e sem respaldo tanto em estudos científicos como na Constituição. Ao invés de reagir, a população da capital ignorou (https://bit.ly/2Zo5Kdq)

Estima-se que o Covid contaminou quase um milhão em Manaus, e a cidade será a primeira a imunizar a população (https://bit.ly/2LJZ5Cj), com pelo menos 45% (https://bit.ly/2AKxmyV). E o índice vai aumentar (https://glo.bo/2WQcU8t) pois não se respeita isolamento

Esta é a realidade, hospitais esvaziando em Manaus e desrespeito ao isolamento com comércio funcionando normalmente em alguns pontos da cidade (https://glo.bo/36fnCs6) aliados a automedicação. Os fatos estão aí, e deveriam ser objeto de reflexão séria. Ciência são os fatos.

População se auto medicou

Após a confirmação do primeiro caso em Manaus, o Prefeito Arthur Neto, prontamente anunciou a decretação de estado de emergência (https://bit.ly/2WMHWxR). Cinco dias depois havia o segundo caso (https://bit.ly/36fxQZL) tendo a proliferação do vírus escalado a partir daí.

Em pleno inverno amazônico, com temperaturas mais baixas e muita umidade, o vírus estava em casa. Considerando ainda as habitações hiperocupadas, se explica o rápido crescimento da doença. A quarentena começou em 21 de março inicialmente por 15 dias

Após pronunciamento de Bolsonaro, dia 24 de março, onde ele defendeu a volta a normalidade e isolamento vertical o Governador Wilson Lima disse que manteria decisão de isolamento em todo Amazonas (https://bit.ly/2XckOrG) sempre apoiado pelo Prefeito (https://bit.ly/36hxd1w)

O Prefeito Arthur Neto anunciou a cassação de alvarás para comerciantes que descumprirem decreto (https://bit.ly/2LLVH9O), e obrigou as pessoas a usarem máscara (https://glo.bo/2ykCSaP), mas nas Unidades Básicas de Saúde nada de Cloroquina (https://bit.ly/2WPlYun)

Nas UBS antitérmicos e analgésicos a partir de prescrição médica (https://bit.ly/2zfZlWU) e o site oficial informa que: Fique em casa até se recuperar; Descanse e durma; Mantenha o corpo aquecido; Beba bastante líquido; Use um umidificador, Mantenha uma alimentação saudável.

A população se virou. Foi atrás de nebulizadores (https://bit.ly/2zSgvtC), de azitromicina, cloroquina e vitamina (https://bit.ly/3cOCkch). Enquanto isso Manaus era exemplo de afrouxamento de quarentenas (https://bit.ly/2LKAqxl) nunca tendo chegado a metade de paralisação.

Isolamento baixo

No Amazonas, o nível de isolamento mais alto atingido foi no dia 19 de abril, um domingo, quando a taxa chegou a 60,2%, considerada mínima ideal para controlar a propagação de coronavírus (https://bit.ly/2X9NAt2), nas ruas o movimento sempre foi visível.

Feiras livres, comércios de rua, ambulantes, mantinham aglomeração nas ruas da cidade (https://glo.bo/2Zi3Drs). O resultado foi que além do franco declínio da ocupação dos hospitais, um estudo por alguém sério mostra que se atingiu a imunidade de rebanho.

Isso porque estima-se que o Covid contaminou quase um milhão em Manaus, e a cidade será a primeira a imunizar a população (https://bit.ly/2LJZ5Cj), com pelo menos 45% (https://bit.ly/2AKxmyV). E o índice vai aumentar (https://glo.bo/2WQcU8t) pois não se respeita isolamento

Esta é a realidade, hospitais esvaziando em Manaus e desrespeito ao isolamento com comércio funcionando normalmente em alguns pontos da cidade (https://glo.bo/36fnCs6) aliados a automedicação. Os fatos estão aí, e deveriam ser objeto de reflexão séria. Ciência são os fatos.

As pessoas morreram por falta de atendimento básico e prévio. Esperar piorar em casa é insano e isto está evidente. Não conseguimos salvar estas pessoas. Não conseguimos salvar também a economia, e há uma alta taxa de desocupados (https://bit.ly/3e3TKSd) em Manaus. Fim.

Referências : Twitter Professor Carlos Barros

Curvelo (MG) 21/05/2020 – 07:24h

José Carlos Martins
One comment to “Manaus sumiu do noticiário do Coronavírus ? Entenda”
  1. E que essa greta, soros, gates e todos os seus capachos vão pro inferno!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Façam o favor de se matarem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *