Horário estendido e prontuário na internet as novidades no SUS de Bolsonaro e Mandetta.

Se sua cidade ainda não tem cobre de seu prefeito e seus vereadores.

Após 400 dias de governo, o presidente da República, Jair Bolsonaro, apresentou nesta quarta-feira (05) os resultados das principais ações executadas pelos 22 ministérios. Na saúde pública, o Governo do Brasil iniciou uma verdadeira reestruturação.

Entre os muitos programas os que mais chamam a atenção são o Programa Saúde da hora e Conecta SUS.

Programa saúde da hora.

Programa Saúde na Hora amplia recursos federais para que unidades estendam o horário de atendimento à população . Nestas unidades, além dos horários convencionais, de 07h às 17h, o cidadão também pode ser atendido no horário do almoço, à noite ou aos finais de semana. A iniciativa permite o acesso de mais pessoas a consultas e exames de rotina a partir de horários flexíveis de atendimento .

“Antes, muitas pessoas não conseguiam acessar os serviços de saúde da Atenção Primária porque saiam de casa para trabalhar muito cedo e as unidades de saúde ainda não tinha aberto. Na volta do trabalho, as unidades de saúde já estavam fechadas. Então, a única opção era procurar os serviços de urgência e emergência, como UPAs ou hospitais, mesmo para tratar problemas menos graves, o que sobrecarregava a rede hospitalar”, avaliou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Para participar do programa, as Secretarias Municipais de Saúde precisam enviar proposta ao Ministério da Saúde, por meio de sistema online, indicando quais são as USF que desejam adaptar para o modelo de horário estendido .

Conecte SUS

O Conecte SUS é parte da estratégia da Saúde Digital definida pelo Governo do Brasil que faz o uso de recursos de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) para produzir e disponibilizar informações confiáveis de saúde, para quem precisa no momento que em precisa. Quando finalizada a implementação, o cidadão terá acesso às suas informações por meio do celular, computador ou tablete, utilizando apenas o CPF, além de poder decidir sobre compartilhamento de seus dados em saúde.

O sistema está em testes no estado de Alagoas. Os municípios do território alagoano foram escolhidos para o projeto-piloto, pois possuem alta cobertura de Estratégia Saúde da Família (ESF), mas apenas 24% dos estabelecimentos são informatizados.

O futuro da gestão na área da saúde passa pela capacidade de integrar e guardar dados para busca de melhorias para a população. O Conecte SUS vai possibilitar ao cidadão saber a sua trajetória no SUS, as vacinas que tomou, os atendimentos realizados, exames, internações, medicamentos usados, além dos estabelecimentos de saúde mais próximos. O resultado será uma melhor e mais organizada oferta dos serviços de saúde pública.

O governo está trabalhando e muito.

Referências; MS Saúde da horaMinistério da saúde conecta sus

Curvelo (MG) – 06/02/2020 – 22;09h

José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *