Eduardo Bolsonaro na embaixada não é nepotismo resta saber se é oportuno

CGU diz que indicação de Eduardo Bolsonaro não caracteriza nepotismo.

A possível indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, para assumir o cargo de embaixador do Brasil em Washington (EUA) “não caracteriza nepotismo”, segundo avaliação da CGU (Controladoria-Geral da União), registra o R7.

Em nota, o órgão de controle interno do Governo Federal avalia que as legislações brasileiras indicam vedações de nepotismo para ocupação de cargos por familiares do presidente “apenas quando se tratam de cargos estritamente administrativos” e não de cargos políticos.

Apesar de a questão estar pendente de resolução em repercussão geral no STF, há várias decisões do próprio Supremo que excepcionam a vedação prevista na Súmula para cargos estritamente políticos”, afirma a CGU.

Mas o tema divide apoiadores do presidente. Normalmente qualquer decisão do presidente une seus apoiadores em sua defesa, mas esta decisão de indicar Eduardo esta dividindo.

Eduardo precisa renunciar ao mandato antes de ter seu nome analisado pelo Senado o que pode fazer com que ele renuncie e não seja confirmado pelos senadores. Eduardo obteve mais de 1,8 milhão de votos e seus eleitores votaram nele para ele defender as pautas de direita no congresso. Seus eleitores se sentem traídos.

Eduardo tem bom trânsito na Casa Branca , bom relacionamento pessoal com Trump e sua família e se diz que esta indicação foi pedido pessoal do presidente americano , após problemas com o embaixador inglês, e que o presidente americano poderá indicar seu filho para ser embaixador em Brasília. O Itamaraty é dominado por esquerdistas a muito tempo e Eduardo Bolsonaro poderá reverter a condição de anão diplomático do Brasil .

Entre os apoiadores divididos está Carla Zambelli  ( a favor ) e Olavo de Carvalho ( contra ) veja os vídeos.

 

Curvelo 16/07/2019   08:35h

Referências : Conexão PolíticaRenonamidia

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *