Diosdado Cabello diz que manifestações no Peru , Chile e Equador vão chegar ao Brasil

Narcotraficante , homem forte do governo Maduro diz que um furacão bolivariano vai varrer a America Latina.

Durante onda de protestos no Chile contra o aumento do preço do Metrô de Santiago, o presidente da Assembléia Nacional Constituinte (ANC) da Venezuela , e narcotraficante Diosdado Cabello , declarou que a manifestação como “uma brisa bolivariana ” que se tornará “um furacão bolivariano. “

Durante uma manifestação chavista em Caracas , Cabello enfatizou:

“À medida que avançamos, já está se tornando um furacão tornar-se um furacão bolivariano que cobrirá toda a terra natal de América ” , em uma transmissão no canal de televisão estatal venezuelano .

No Equador , o presidente Lenín Moreno acusou seu colega venezuelano Nicolás Maduro de estar por trás dos protestos recentemente pela eliminação dos subsídios aos combustíveis.

Segundo Cabello , na Venezuela existe uma “democracia autêntica, onde o povo tem o direito de se expressar nas eleições e nas ruas”. Disse que no país, “o protesto é a burguesia, grupos empresariais, famílias numerosas, que destruíram o país e seus derivados, mas não o povo porque estão com a revolução”. Segundo ele o furacão chegara ao Brasil e Estados Unidos levando o Bolivarianismo ao mundo.

Cabello previu que:

“a brisa bolivariana chegará aos Estados Unidos e terá alguém para governar pelo povo”.

O Departamento do Tesouro norte-americano em 2018 anunciou sanções a Diosdado Cabello. que é o segundo homem mais poderoso na Venezuela depois do presidente Nicolás Maduro. O governo norte-americano afirma que, além de estar envolvido em lavagem de dinheiro e exportação ilegal de minérios, ele também promoveu diretamente atividades ligadas ao tráfico de narcóticos.

Veja o vídeo da declaração de Cabello;

Curvelo 20/10/2019 13;25h

Referências : La República EBCABC internacional

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins
18 comments to “Diosdado Cabello diz que manifestações no Peru , Chile e Equador vão chegar ao Brasil”
  1. A única coisa que será varrida é essa carcaça comunista se ele pisar o pé maldito aqui. Já deveriam estar de prontidão pra fuzilar esse merda.

  2. Texto tirado do site http://www.tercalivre.com.br de Sergio Moldura
    https://www.tercalivre.com.br/em-meio-a-revolucao-no-chile-maduro-diz-que-metas-do-foro-de-sao-paulo-estao-sendo-cumpridas/

    21 de outubro de 2019 às 12:06

    As esquerdas te assustam ?
    Vamos esquecer outros países e vamos ficar só no Brasil.
    Estão lembrados de junho de 2013 e os N$ 0,20 de aumento nas passagens de ônibus ? Parecia que ia estourar uma revolução esquerdista , mas a coisa virou , e aquilo foi a semente de uma insatisfação popular , que a esquerda não comandou , que cresceu e no fim acabou elegendo o Bolsonaro. A reza usada e abusada pelas esquerdas cansou e já não funciona mais. As esquerdas não tem tanto poder de comandar as massas como eles próprios alegam.
    Diferente de 2013 , quando o poder estava com o PT , e as esquerdas podiam pintar e bordar , hoje o cenário está bem diferente.
    Corre por ai que a soltura do Lula será o início de uma grande manifestação popular , mas falta uma pergunta : a favor ou contra ?
    Todos diziam que no dia que o Lula fosse preso , haveria um violento levante popular. O Lula foi preso e a maioria dos brasileiros assistiu a ópera bufa que o Lula interpretou pela televisão.
    Se formos levar todo o globo terrestre em conta , as esquerdas nunca estiveram tão fracas, e o desmoronamento da União Soviética e a libertação das ditaduras militares que formavam o pacto de Varsóvia, fizeram da Europa um ambiente muito árido para existir um governo hegemônico de esquerda por lá .
    A ultima esperança é a América Latina , e a coisa vinha bem quando o Lula e a Dilma mandavam no Brasil e usavam o BNDES e as construtoras para mandar dinheiro para muitos países.
    Isto acabou.
    E no Perú , houve um golpe ao contrario, pois lá , como cá , não queriam punir os corruptos que a Odebrecht comprou por lá . O presidente fechou o Congresso e o STF de lá . E o que aconteceu ? Teve 74% de aprovação popular.
    Então este discursinho do Maduro parece muito com aquele da Maria Antonieta caminhando para a guilhotina . É o desdém dos derrotados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *