Depois de Carvalhosa agora Edilson Mougenot não vê ato ilícito em diálogos

O procurador de Justiça e jurista Edilson Mougenot é extremamente respeitado mundialmente por seus elevados conhecimentos jurídicos, por sua extraordinária oratória e extrema coerência.

Edilson Mougenot Bonfim, nasceu no Paraná, onde passou sua infância. Aos dezesseis anos ingressa na faculdade de direito, formando-se aos vinte anos de idade.

Em 2005 conquista o titulo de doutor em Direito Processual Penal pela Universidade Complutense de Madri com a maior avaliação da academia espanhola. Seu magistério se espraia, a experiência da tribuna forense, as imersões nas grandes questões jurídicas, tornam-lhe um dos mais renomados professores e conferencistas do país.

* Membro do Ministério Público de São Paulo desde 08.01.1988.
* Promotor de Justiça Titular do 1o Tribunal do Júri de São Paulo desde 1992.
* Professor de Direito Penal e Processo Penal desde 1989.
* Professor das Escolas de Magistratura e Ministério Público desde 1993.
* Professor do programa de Mestrado da UFAL-Universidade Federal de Alagoas.
* Doutor em Direito Processual Penal pela Universidade Complutense de  Madri-Espanha.
* Professor convidado da Faculdade de Direito de Aix-Marseille, França (graduação e mestrado).

Assim como Modesto Carvalhosa (veja aqui), Edilson Mougenot não vê nada de ilícito em conversas entre juízes e procuradores. E considera um “traquinho ” de São João a tal bomba atômica do grupo de hackers.
Veja a aula de Mougenot aqui, o vídeo é grande mas encerra o assunto
Curvelo 15/06/2019 08:18h

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *