Brasileiros tem forte reação à linha editorial da Revista VEJA

Campanha para cancelar assinaturas, campanha para rasgar a revista , perda de assinantes, o triste fim da que já foi a maior revista brasileira.

A revista Veja perdeu 401.048 exemplares de circulação entre janeiro e novembro de 2018.

De acordo com dados do Instituto Verificador de Comunicação (IVC), no começo do ano passado, a revista comandada pelo petista André Petry tinha 1.203.372 exemplares de circulação.

Já em novembro, os números caíram para 802.324, sendo 439.596 exemplares impressos e 362.728 digitais.

As coisas pioraram nas últimas semanas com a parceria entre a Revista VEJA e o site Intercept. A tentativa da Revista Veja de macular a imagem do ministro Sério Moro foi claramente um ato desesperado de seu dono, André Esteves, que   foi denunciado por Palocci por ser o banqueiro de Lula, e está sendo investigado pela Lava-Jato desde 2015.

E houve reação dos brasileiro, nesta segunda (15 ) circulou um áudio nas redes sociais de um suposto cancelamento de assinatura;

e há vários vídeos circulando com leitores rasgando ou queimando a revista:

Este será o fim da grande mídia que se prende a fake news se aliada a site panfletários e não checa informações – erros fatais.

Leandro Ruschel esta propondo agora o boicote a anunciantes destes  veículos da grande mídia que se voltaram contra o povo para defender bandidos.

As coisas estão mudando.

referências – Caneta,org  –MBC

Curvelo 15/07/2019 22;06h

 

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins
2 comments to “Brasileiros tem forte reação à linha editorial da Revista VEJA”
  1. Nestes casos de ptralhas enganados destruir pessoas do .mais alto conceito.P
    enso que além de todos os cidadãos de bem cancelar a?assinatura , devem osmesmos serem processados por falsidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *