A impressa começa a perder credibilidade quando se contrapõe aos fatos.

Bolsonaro foi ovacionado, mas contrariando os fatos a mídia fala em vaias.

A realidade sempre vence as versões. Foi assim durante as manifestações do impeachment em que a grande mídia dizia estarem vazias mas de fato estavam lotadas.

Bastava ver fotos na internet para perceber que a grande mídia tentava manipular as pessoas não dando importância para as primeiras manifestações.

O jornalismo precisa relatar a verdade porque hoje em dia ninguém se orienta apenas por um meio de comunicação. A maioria das noticias vinculadas no Jornal Nacional da Globo, por exemplo , já é de conhecimento da público. Quando o JN fala sobre a presença do presidente da república em Aparecida , a maioria das pessoas já viu imagens e não adiantar tentar manipular o público. Houve mudança de paradigma no jornalismo, mas alguns veículos de informação ainda não perceberam.

Neste último fim de semana a luta da grande mídia contra a realidade ficou mais evidente. Sites e telejornais anunciaram que houve vaias para o presidente em Aparecida -SP mas as dezenas de vídeos nas redes sociais desmentem a narrativa, tanto que o próprio presidente da república desafiou a imprensa a provar que houve vaias;

Veja o que de fato aconteceu em mais um dia triste para a credibilidade da imprensa.

O site DCM – chegou a ridículo de postar um vídeo das supostas vaias em que não se ouvia vaias – veja aqui – mesmo vídeo do UOl, porém neste informaram que houve vaias e aplausos no título-

referências ; UOLRenovamidia

Curvelo (MG) 15/10/2019 – 06:24h

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *