Um mês após primeiro óbito por Covid 19 a epidemia se mostra inferior ao esperado.

Comparação entre óbitos por insuficiência respiratória de 2019 e 2020 em cartórios mostra um epidemia mais fraca que a esperada.

O Brasil registrou a primeira morte causada pelo novo coronavírus em 17/03/2020, um homem de 62 anos que faleceu em um hospital de São Paulo.

Uma fonte do governo do estado de São Paulo informou que a vítima sofria de “outros problemas de saúde”, além da Covid-19.

Certidão de óbito é um documento padronizado em todo território nacional é útil para a análise dos dados e planejamento de políticas públicas. Utilizado para cálculo das estatísticas vitais e epidemiológicas do Brasil. As mortes por Covid 19 são classificadas junto com Influenza ( Gripes) e pneumonia como Síndrome respiratória aguda grave (geralmente abreviada SARS, do inglês Severe Acute Respiratory Syndrome) 

O site dos cartórios que concentra as informações de óbito de todo o Brasil indica que, as mortes por SARS até a data de hoje 19/04/2020, são menores que as mortes no mesmo período de 2019.

44,282 mortes em 2019 ( 01/01/2019 à 19/04/2019) e 41.602 em 2020 ( 01/01 – 19/04) – 2680 mortes a menos no mesmo período.

Os números podem aumentar muito de uma hora para outra, mas chegar a 1 milhão de mortos, como já foi anunciado, é muito difícil.

Vários remédios estão sendo testados não só no Brasil. A epidemia está longe do apocalipse anunciado.

Referências : Portal CartóriosExamePebMed SaúdeDF

Curvelo (MG) 19/04/2020 – 23:06h

José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *