Tacla Duran e as mentiras sobre Lava Jato

História sem fundamentos e sem provas, é sempre requentada pela esquerda.

De tempos em tempos a história de um advogado que foi extorquido por membros da Operação Lava Jato em U$ 5 milhões para não ser preso, aparece nos blogs esquerdistas.

Quem é Tacla Duran.

Apontado pela força-tarefa da Lava Jato como “um grande operador” do esquema de corrupção, o advogado Rodrigo Tacla Duran é um  doleiro que usa um escritório de advocacia como fachada.

Duran teve a prisão preventiva decretada em novembro de 2016 pelo juiz federal Sergio Moro. Ele chegou a ser preso na Espanha, mas acabou liberado em seguida. O país europeu não concedeu a extradição porque Duran tem dupla cidadania. ele responde por seus crimes também na Espanha, onde não vive em plena liberdade.Ele confessou  a prática de crimes perante autoridades espanholas, admitindo ter realizado operações de lavagem de dinheiro para a Odebrecht. No Brasil, segundo o procurador da República Diogo Castor de Matos, estima-se que o advogado tenha recebido em torno de R$ 60 milhões de empresas investigadas na Lava Jato.

A acusação.

Ele afirma que membros da Lava Jato queriam extorquir U$ 5 milhões para não prendê-lo e forçar um acordo de delação premiada.

A prova.

Duran apresentou documentos que demonstram o pagamento de US$ 612 mil ao advogado Marlus Arns, que é especialista em acordos de delação premiada, e que defende entre outros o ex deputado Eduardo Cunha, João Claudio Genu, Valério Neves, Ivan Vernon, João Bernardi, Eduardo Leite, Eduardo Avancini, Arthur Lira (Cível), Benedito Lira (Cível) e Claudia Cruz (Cível).

A “grande” prova que ele apresenta é um pagamento  – feito por meio de um banco em Genebra – para a conta do  advogado  de Eduardo Cunha em uma conta no Brasil.

Tacla Duran é um falastrão que não prova nada é um foragido da justiça com vários processos.

 

Referência; EstadãoBrasil 247Força tarefaconjur gazeta do Povo 

.

José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *