Chico Mendes é tão herói quanto Marighella e Che Guevara

O ministro Ricardo Sales nos deu a oportunidade de questionar sobre quem é Chico Mendes.

Em entrevista  no programa Roda Viva da TV Cultura o ministro Ricardo Sales foi questionado sobre a figura de Chico Mendes ( veja trecho aqui )

Quando o ministro respondeu que não conhecia sobre Chico Mendes o suficiente, pois assim como existe um grupo  que o endeusa , existe outro que não fala bem e portanto ele não teria condições de emitir opinião e que dentro do assunto tratado naquele momento na entrevista , a figura de Chico Mendes era irrelevante.

Bastou isto para a lacração iniciar;

” Mas como  Chico  Mendes é irrelevante?”

” Uma pessoa reconhecida ela ONU”

O que se sabe sobre Chico Mendes.

O seringueiro Chico Mendes foi doutrinado desde cedo por Euclides Távora, comunista da velha guarda egresso da Intentona Comunista de 1932 e da tentativa de revolução comunista na Bolívia em 1952. Na década de setenta, o seringueiro tornou-se sindicalista e ingressou no Partido Revolucionário Comunista, PRC, organização comunista clandestina que participou da Guerrilha do Araguaia e da qual fez parte José Genoíno, o mesmo comunista que anos mais tarde, estando no PT, viria a ser preso no escândalo do mensalão.

Em meados dos anos oitenta ingressou no PT e ajudou a formar a CUT no Acre, tendo disputado e perdido duas eleições naquele Estado para uma vaga de deputado estadual. Em 1988 o líder comunista foi morto a tiros.

Chico Mendes e Marina Silva foram monitorados pelo extinto SNI ( Serviço Nacional de Informação ).

Segundo o relatório, a eleição do professor Antônio Manuel Camelo Rodrigues para presidente regional do Partido dos Trabalhadores provocou o isolamento de Francisco Mendes e de Maria Osmarina. Os dois foram caracterizados como os militantes de “maiores atuações” dentro do PT do Acre.

O objetivo de Rodrigues seria evitar que os dois participassem de decisões dentro do partido. “Com isso, ficou caracterizado que a atitude do atual presidente gerou uma certa divergência entre os militantes do PRC e membros do partido ligados à Igreja [Católica]”, diz o informe.

Importante dirigente do PT do Acre nas décadas de 1980 e 1990, Antônio Manuel Camelo Rodrigues protagonizou mais um episódio que nada tem a ver com política. Em 2002, ele foi preso e condenado a 34 anos de prisão por estupro de uma criança de 11 anos. Em 2014, Rodrigues passou para o regime semiaberto.

Outro documento confidencial e sem timbre de identificação tem o título Organizações e Partidos de Esquerda Atuantes no Estado do Acre. Com pouco mais de duas páginas, alerta para os grupos ideológicos estruturados em comissões provisórias e lista os ativistas identificados como integrantes das cúpulas do PCdoB, do Partido Comunista Brasileiro (PCB), do PRC, do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8) e da “linha trotskista”. Chico Mendes e Marina são os dois primeiros nomes de uma lista com uma dúzia de “líderes” do PRC.

O legado  de Chico  Mendes.

O grande legado seria a utilização de reserva extrativistas pelo povo da amazônia, ou seja, invés de grandes empresas explorarem as riquezas da floresta o povo junto com ONG’s iriam explorar e dividir as riquezas.

Mas de fato, O único legado de Chico Mendes é a narrativa semi-mitológica que a esquerda criou em torno de seu nome para, com isso, abrir as portas para que ONGs internacionais viessem a literalmente invadir a Amazônia Brasileira sob pretexto de defesa do meio ambiente e preservação da floresta, ao mesmo tempo em que estas mesmas ONGs atuam como lobistas internacionais que colocam em questão a soberania nacional brasileira sobre aquela região.

Este é o legado de Chico  Mendes, abrir a possibilidade de entrada de ONG’s na Amazônia, veja o que diz o General Heleno sobre a participação de ONg’s da demarcação de terras indígenas , aqui. Segundo levantamentos do Exército Brasileiro e a ABIN, mais de 100.000 ONGs tem escritórios ou representantes “trabalhando”na Amazonia Brasileira. Aqui. Enquanto  isto não existe interesse de Ong’s se instalarem no nordeste, por que?

Porque Chico Mendes foi morto.

Segundo site ambiente legal

Uma leitura atenta do processo crime promovido contra Darly Alves e seu filho, Darcy, os homicidas,  deixa evidente que entre  Darly e Chico Mendes, havia um embate complexo. Era algo praticamente pessoal e o acirramento disso foi o Seringal Cachoeira.

O Darly fez uma espécie de compra do seringal – não se sabendo até hoje se a compra era verdadeira ou simulada, como ocorre nas grilagens em toda a região fundiariamente confragrada no Brasil.

O fato é que havia uma escritura e, quando Darly ocupou a área, passou a desmatá-la, o que provocou o embate com os seringueiros, liderados por Chico Mendes. Chico organiza uma ocupação pacífica do seringal, iniciando um movimento que chamou a atenção da política no estado.

Com sua morte, nasceu a lenda do comunista invasor de terras e quase-guerrilheiro transformado em suposto defensor da floresta e do meio ambiente

Seguindo a cartilha das velhas táticas comunistas na zona rural, a prática política e revolucionária do suposto defensor da floresta e do meio ambiente consistia na invasão de propriedades fundiárias e no uso de mulheres e crianças como escudo humano para enfrentamento com proprietários rurais. Prática essa típica de grupos terroristas como Hamas e Hezbollah. Chico Mendes chegou a ser preso no início da década de oitenta por suspeita de assassinato de um funcionário de uma da fazenda invadida.

Desconstruindo falso herói.

Depois da morte de Chico Mendes ficou fácil  para a mídia esquerdista brasileira construir um herói. Não havia internet para contrapor. Hoje quando a esquerda tenta fazer de Marighela um humanista, um herói , logo a internet cai em cima e mostra a verdade.

Tentaram fazer o mesmo com Mariielle Franco, transformá-la em heroína mas a  internet não  caiu no conto da grande mídia. Quando Chico Mendes morreu a grande mídia era hegemônica na  narrativa e transformaram o que seria Marielle Franco em grande herói nacional.

Bernado Kuster gravou um vídeo muito bom.

 

Após o vídeo ele postou no twiter;

Alguns comentário  :

 

 

 

Apesar de ter apenas uma suspeita de assassinato em sua conta, diferente de Marighela e Che Guevara que tem muito mais, podemos afirmar com base em seu legado e seu passado que Chico Mendes é um falso herói que serve a narrativa da esquerda,

Curvelo 17/02/2019 12;09h

Referência [1] [2] [3] [4] [5]

Curta nossa página , participe de nosso grupo no Facebook :  Direita Curvelo

 

 

 

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *