Bolsonaro vs Reitores comunistas ou a luta de um presidente contra a doutrinação esquerdista

Com a promessa de campanha de  acabar com “reduto esquerdista” nas universidades, Bolsonaro deverá comprar briga  ao nomear reitores

O sindicato dos reitores das universidades federais, a Andifes, está preocupada sobre como serão escolhidos os reitores no governo do Jair Bolsonaro.

Em nota publicada na última semana, os reitores disseram estar com medo de que o presidente cumpra o que está previsto na lei e, sob nova direção, não respeite necessariamente o resultado das eleições organizadas a cada ano nas instituições de ensino superior do Brasil.

Eleito com um discurso forte contra o ativismo esquerdista na educação brasileira, Bolsonaro dificilmente aceitará que um reitor considerado simpatizante de certas correntes políticas e ideológicas passe pelo crivo do Ministério da Educação.

Bolsonaro e seus assessores afirmam que as universidades são “redutos de esquerdistas” e, por isso, as “eleições” nas universidades estariam viciadas, registra a “Gazeta do Povo”.

Na realidade, as eleições para novos reitores nas universidades são apenas consultas feitas à comunidade acadêmica. Por isso, a gestão Bolsonaro promete mudar o modus operandi atual e dizer “não” a quem puder trazer problemas às mudanças que o governo pretende operar nas instituições de ensino.

E o primeiro será em Minas. A gestão de Jair Bolsonaro (PSL) planeja indicar o segundo colocado da lista tríplice da eleição da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM).

O primeiro colocado da lista, o professor de filosofia Fábio César da Fonseca, foi filiado ao PT dos anos 1990 até 2005 e ao PSOL de 2007 a julho de 2018, quando, após a eleição na UFTM, se desfiliou. Naquele mês, ele foi o escolhido via consulta informal feita junto aos alunos, por meio de voto paritário, onde cada área tem peso de um terço, e pelo conselho superior da instituição, onde os docentes possuem 70% dos votos. Nesta última, Fonseca recebeu 31 votos, contra 24 do professor de engenharia Luiz Fernando Resende dos Santos Anjo.

Bolsonaro deve indicar o segundo colocado Luiz Fernando Resende dos Santos Anjo.

fonte : Renova Midia

O Globo

Curvelo 28/01/2019 19:58h

Curta nossa página, participe de nosso grupo no Facebook : Direita Curvelo MG

 

José Carlos Martins

Economista graduado pela PUC-MG, pós graduando em Engenharia de Produção ,técnico em administração de empresas, ex- reservista TG 04/29 Exército Brasileiro .Membro do grupo Direita Curvelo desde outubro 2017. Cristão , conservador
José Carlos Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *