Depois de Bolsonaro e Holiday agora foi Ricardo Salles

Mais um atentado de movimentos de esquerda contra a democracia.

Jair Bolsonaro foi atacado por um membro do PSOL, Fernando Holiday por sindicalistas de esquerda e agora o Ministro Ricardo Salles por menbros do MST e do Partido da causa Operária.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, viveu momentos de tensão durante viagem ao Parque Nacional do Pau Brasil, em Porto Seguro, no Sul da Bahia.

Ricardo Salles afirmou que extremistas de esquerda do Movimento dos Sem-Terra (MST) e do Partido da Causa Operária (PCO) cercaram o carro em que ele estava, quebraram peças e subiram no teto do veículo.

“Fomos cercados e atacados por membros do MST e do PCO, que agrediram as pessoas e depredaram viaturas oficiais do MMA”, disse o ministro em publicação no Twitter na noite desta quarta-feira (27).

Em menos de 6 meses é o terceiro atentado contra a democracia cometido pela esquerda brasileira, são os mesmos movimentos que  apoiam o genocida Maduro, o Hezbolah.

Eles não lutam pela democracia , nunca lutaram.

veja as imagens da tentativa de linchamento de Ricardo Salles, em Porto Seguro no dia 27 de fevereiro.

Precisamos tipificar estes Movimentos como terroristas, ou logo se tornarão o que  são hoje os Coletivos na Venezuela.

O risco de nos tornarmos uma Venezuela não acabou

Tão grave como o atentado contra a democracia é o modo como a extrema impressa trata o caso;. Segundo o Estadão o Ministro  “diz” ter sido atacado.

Curvelo 28/02/2019 7:35h

referências [1] [2] [3]

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *